Família é tudo de bom…

Meus amigos, creio que há hoje no Brasil uma política deliberada de desvalorização do núcleo familiar. Tramita no Congresso Nacional várias proposições que questionam o valor da família. Creio que todos nós que desejamos uma sociedade melhor, deveríamos nos posicionar quanto a esse tema. É hora de fazermos política.

familiaetudo

Assim, recomendo a todos que demonstrem a sua indignação quanto alguns desmandos por qual nosso país tem passado.

Há uma enquete no site da Câmara que dispõe:” Você é contra ou a favor do conceito de família como núcleo formado ‘a partir da união entre um homem e uma mulher?'”

Link: http://migre.me/iJhb3

É claro que há outros núcleos que também devem ser reconhecidos como núcleos familiares, mas é indubitável que a união entre um homem e uma mulher é o melhor conceito de família.

Votem na enquete.

Um abraço

2 thoughts on “Família é tudo de bom…

  1. Não sei se este é um espaço para vozes divergentes, mas, se me permite, esta questão do núcleo familiar modelo a muito foi suplantado. Um núcleo formado por mamãe, papai e filhinhos não necessariamente garantirá a harmonia e o cuidado necessários para que seus membros se desenvolvem a contento, dentro da premissa do respeito mútuo.

    1. Claro Aurea, a divergência deve ser respeitada e até incentivada, somos seres pensantes que devemos nos respeitar mutuamente. Mas descordo de seu ponto de vista. O núcleo familiar tradicional ainda continua sendo o melhor espaço para se criar os filhos. Claro que isso não impede que outros tipos de núcleos familiares criem seus filhos com carinho, atenção e amor, ou que se crie filhos sozinho, pai ou mãe, ou papais e mamães. Mas entendo que, de todos os núcleos familiares, e mesmo o tradicional, está repleto de problemas, e, independente do tipo de familiar, a questão está em como educamos e ensinamos nossos filhos, ai sim, se fará a diferença.

      Obrigado por ter lido meu post, sou fã da forma como vocês do caderno de notas escrevem, principalmente da TATIANA KIELBERMAN. Queria aprender com vocês, mas creio que há limitações, e escrever, e bem, é um dom, e nem todos, o temos.

      Um abraço.

Deixe uma resposta

Família é tudo de bom…

Meus amigos, creio que há hoje no Brasil uma política deliberada de desvalorização do núcleo familiar. Tramita no Congresso Nacional várias proposições que questionam o valor da família. Creio que todos nós que desejamos uma sociedade melhor, deveríamos nos posicionar quanto a esse tema. É hora de fazermos política.

familiaetudo

Assim, recomendo a todos que demonstrem a sua indignação quanto alguns desmandos por qual nosso país tem passado.

Há uma enquete no site da Câmara que dispõe:” Você é contra ou a favor do conceito de família como núcleo formado ‘a partir da união entre um homem e uma mulher?'”

Link: http://migre.me/iJhb3

É claro que há outros núcleos que também devem ser reconhecidos como núcleos familiares, mas é indubitável que a união entre um homem e uma mulher é o melhor conceito de família.

Votem na enquete.

Um abraço

0 thoughts on “Família é tudo de bom…

  1. Não sei se este é um espaço para vozes divergentes, mas, se me permite, esta questão do núcleo familiar modelo a muito foi suplantado. Um núcleo formado por mamãe, papai e filhinhos não necessariamente garantirá a harmonia e o cuidado necessários para que seus membros se desenvolvem a contento, dentro da premissa do respeito mútuo.

    1. Claro Aurea, a divergência deve ser respeitada e até incentivada, somos seres pensantes que devemos nos respeitar mutuamente. Mas descordo de seu ponto de vista. O núcleo familiar tradicional ainda continua sendo o melhor espaço para se criar os filhos. Claro que isso não impede que outros tipos de núcleos familiares criem seus filhos com carinho, atenção e amor, ou que se crie filhos sozinho, pai ou mãe, ou papais e mamães. Mas entendo que, de todos os núcleos familiares, e mesmo o tradicional, está repleto de problemas, e, independente do tipo de familiar, a questão está em como educamos e ensinamos nossos filhos, ai sim, se fará a diferença.

      Obrigado por ter lido meu post, sou fã da forma como vocês do caderno de notas escrevem, principalmente da TATIANA KIELBERMAN. Queria aprender com vocês, mas creio que há limitações, e escrever, e bem, é um dom, e nem todos, o temos.

      Um abraço.

Deixe uma resposta