O Tempo!

O Tempo!

25 de março de 2013 Treinos 0

24032013856ciclismo

O tempo! Como quase tudo na vida, só prestamos atenção, quando começamos a perceber o quanto ele é importante.

Quando mais jovens, não damos o devido valor ao tempo, aliás, tratamos como um desconhecido, algo de menor importância, algo de menor prestígio.

Quando a idade vai avançando, começamos a nos preocupar um pouco mais com a lei da gravidade, com as coisas que teimosamente insistem em não se manter de pé.

Corremos para as academias fazer ginástica, para os parques para andarmos e corremos um pouco, tentando minimizar a ação da idade. Tentamos mudar alimentação, procuramos os nossos médicos com mais frequências, começamos a perceber que todo o glamour da juventude não resiste à ação do tempo.

Nesse momento, cada pessoa encara a situação de forma diferente e diversa. Alguns tentam retardar e adiar o inexorável, vamos envelhecendo sem perceber, perdemos nosso vigor, as dores começam a aparecer, remédios para isso e para aquilo, cabelos caindo, ficando grisalhos, as rugas iniciam suas marcas e cicatrizes profundas nos rostos na pele, no corpo.

Começamos a perceber como o tempo é precioso, como ele é amigo, pois quanto mais prestamos atenção nele, mais percebemos que ele não passa tão rapidamente como pensamos, ou como nossa mente nos faz crer. Aliás, creio que ele é até generoso, complacente e simplesmente corre seu curso natural. Condenamos o tempo como se ele fosse culpado por nossa aniquilação, mas ele não tem culpa de nada.

Enquanto jovens, somos inconsequentes e imprudentes, usamos e abusamos de nossos corpos, com uma péssima alimentação, vida totalmente sedentária, noites perdidas sem dormir, bebida, cigarro, drogas, stress, muito trabalho, medo, rancor, angustia e etc. Tudo isso age indubitavelmente para diminuir a capacidade regenerativa de nossas células e consequentemente de nossa vida.

Por isso, creio que o melhor caminho, é, ainda jovem, melhorar a nossa relação com nosso corpo, sabendo que toda ação positiva ou negativa em nossa mente, corpo e espírito, solicitará no futuro seu devido preço.

Estar bem conosco é a melhor solução. Estar bem com você é estar bem com o mundo exterior e interior, é valorizar as pequenas coisas, os pequenos atos, as pequenas palavras, pequenos gestos, pequenos começos.

Na verdade, em nossa vida, o importante não são as grandes coisas, mas as pequenas. Essas sim são o diferencial para conquistarmos as grandes, é conhecer e reconhecer o valor dessas pequenas coisas. E dessa forma, o tempo será generoso com você e comigo, na verdade, não é o tempo, mas nossas ações no presente que serão generosas conosco no futuro, e assim, viveremos melhor, seremos melhores e envelheceremos melhores, estaremos e seremos felizes.

Um abraço.

Rubens Santana

 

Deixe uma resposta